28 de setembro de 2008

Livros

Depois que fui diagnosticado e iniciei o tratamento me afastei de minhas atividades. Fico somente em casa. O caminho é longo, e exige muito. Tem época que precisei ficar internado no hospital devido a intensidade do tratamento, outras vezes a indisposição era tamanha que passava o dia na cama só dormindo, e por aí vai. Tenho trabalhado um pouco em casa, mas não tanto assim. Se o pessoal do trabalho está lendo este texto saibam que estou trabalho aqui a toda velocidade...
de uma tartaruga! As vezes faço outras atividades. Depende muito da disposição mesmo.
Desde o diagnóstico no começo do ano muita gente veio me visitar, dar apoio, é sempre uma festa! Para mim é ótimo encontrar as pessoas. E é impressionante, a maioria absoluta me deu um livro de presente. São todos os genêros, tipos, tamanhos e formatos. Biografias, auto-ajuda, ficção, informática, policial, enfim, tem para todos os gostos. Sempre pensam, "Tem bastante tempo livre, então um livro é o ideal".
Pena que minha disposição para leitura caiu quase a zero. Espero que todos que me presentearam não fiquem tristes ao ler isso. Não é por maldade não, viu?! Realmente não me dá ânimo. Tentei ler um de auto-ajuda algumas vezes mas não consegui terminar. O último livro que li foi o último Harry Potter ano passado que compramos logo quando saiu, mesmo em inglês! Eu e a Mary devoramos curiosos para saber o fim. Depois disso, nada.
Mas destes todos, tem um que estou conseguindo dar uma lida. É um livrinho de bolso que minha prima me deu chamado "Otimismo todo dia". São textos pequenos e tento ler uma página por dia.
Para terminar deixo aqui frases do livrinho:
"Só é feliz quem realmente quer"
"O esforço é para a felicidade o que o adubo é para a planta"

8 comentários:

Erika disse...

Oi, Aron!
Que bom ter noticias suas! Se livro nao da animo, quem sabe uns filmes? Seu laptop tem leitor de CD/DVD? Posso te mandar uns episodios do Seinfield (depois do Friends, agora estou viciada nesse!) Eu ADORO!! :)

Super beijo!
Erika

Aron Paiva disse...

Opa!
Seinfield é bacana. Eu assistia quando passava na TV aberta. Acho que na band há um tempão.
A tal da "comédia em pé" está em moda agora no Brasil e ele já fazia um pouco disso no final dos episódios. Hehehe.

Anônimo disse...

E se filme tambem encher o saco, ouca musica!!! Musica alegre, eh claro! Forca, garotinho!!! Estamos daqui (Majeed e eu), torcendo e orando por voce! Beijo na bochecha direita, sua e da Mary!

Anônimo disse...

Essa anonima aih de cima, sou eu, Marcia Marafon! rsrs Eu nao consigo registrar meu nome lindo em lugar nenhum pra comentar seu blog. Besitos!

Adriana disse...

Mano, é só uma fase. Logo, logo, além de devorar todos os livros que ganhou ainda vai pedir os meus emprestado! Você é lindooooooo! Te amo muito ;-)
beijos com carinho

Aron Paiva disse...

Vamos ver Dri, espero que dê animo de ler novamente! Hehehehe
Poxa Márcia, é tranquilo para colocar o nome, depois de escrever o comentário tem um item "Escolher uma identidade", aí você escolhe "Nome/URL", escreve seu nome lá e manda publicar o comentário! Opa, muita música com certeza!

Torii disse...

Bom saber... Eu estava pretendendo te dar um livro do Fernando Morais, mas agora vou comprar um de crônicas, ou de entrevistas...

Viviane disse...

Poxa, Aron logo agora que havia comprado um livrinho de setecentas paginas sobre energia nuclear para você se distrair... Força e coragem para você e a Mary!
Abraços, Vivi de Paris